sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Pequeno dicionário prático de francês

Palavras e expressões fundamentais para se fazer entender em Paris, e exemplos de utilizações práticas.

Embêter (Encher o saco) - Muito usado no dia-a-dia, por todo mundo: de jovens mães a cunhados, de sanitaristas a datilógrafos. É mais polido, e serve para demonstrar uma ligeira irritação.

. Monsieur, ça vous dérange de me dire pourquoi vous m'emb
êtez comme ça?
(O senhor se incomoda em me dizer por que me enche o saco dessa maneira?)


Emmerder (Encher muito o saco) - Também bastante utilizado, mas por um público mais restrito. Crianças, senhoras de mais de 70 anos e padres franciscanos não a usam, devido à raiz da palavra, "merde".

. Il m'a emmerdé toute la nuit avec ses b
êtises de Julio Iglesias
(Ele me encheu muito o saco a noite inteira com suas bobagens de Julio Iglesias)


Faire chier (Encher o saco de verdade) - Apesar do sentido escatológico e não-publicável, é a expressão campeã nacional na França. E a preferida de adolescentes rebeldes, roqueiros rebeldes e visitantes da EuroDisney, rebeldes ou não.

. Elle veut faire la queue deux heures pour voir ce con de Mickey? Ça me fait chier.
(Ela quer fazer a fila de duas horas pra ver o idiota do Mickey? Isso me enche o saco de verdade.)


Uh la la (Enfatizar ligeiramente) - Outro hit francês. Pode ser dito de todas as formas, com todos os sotaques, em todos os lugares. Não há quem não entenda. Ganha força extra se utilizado ao lado de "embêter".

. T'es en train de me dire que c'étaient les travestis qui embêtaient le joueur de foot? Uh la la, tu rigoles?
(Você está me dizendo que eram os travestis que enchiam o saco do jogador de futebol? Uh la la, tá brincando?)


Uh la la la la (Enfatizar mais) - Bom para ser usado com "emmerder". Para alcançar o resultado desejado, os "la las" devem ser ditos de maneira bem espaçada.

. Uh la la la la. Ça suffit. T'as déjà emmerdé la moitié de la planète avec ton tambourin.
(Ô, inferno. Chega, né? Você já encheu o saco da metade do planeta com esse seu pandeiro)


Uh la la la la la la (Enfatizar muito) - Nesse caso, os "la las", que são seis, devem ser ditos ainda mais lentamente, de preferência desacelerando no final. Perfeito para acompanhar um "faire chier" bem colocado.

. Elle voulait absolument aller chez Ikea. Uh la la la la la la, que ça m'a fait chier, bordel.
(Ela queria de todas as maneiras ir à Ikea. Putaquepariu, como isso me encheu o saco)


Bof - Se ninguém entender quando você utilizar essas expressões acima, então apele para a bufada. Diga qualquer coisa, mesmo em português, e bufe no final. Mas com vontade. Pode ter certeza: você será compreendido na mesma hora.

9 comentários:

Pápi disse...

Brilhante, meu filho, um verdadeiro "Francês para viagem de brasileiros clarividentes", um Berlitz alternativo. Será de grande utilidade quando o euro voltar a permitir minha visita a vocês. Até aqui me contentaria com os clássicos "où son les toilettes?", "quelle heure est-il?", "aidez-moi, s'il vous plait". Agora, não, me sinto capaz de alçar vôos maiores, de "faire chier", ou no mínimo "emmerder" a França toda. Mme. Balina ficaria orgulhosa...
Quanto ao verão daqui, parece que vai ser uma maravilha, com sol o tempo todo, praia, carnaval, cerveja gelada (pra quem gosta), biscoito Globo etc. E por aí?
Esperamos vocês,
Pápi

disse...

Muito bom, é exatamente isso!

Não existe nada mais francês que uma boa "bufada". Quando me vejo fazendo isso eu me assusto e vejo que é hora de passar umas férias no Brasil.

Anônimo disse...

Ahahahahaha! Muito bom!

Me lembrou o personagem vivido por Antônio Fagundes, da finda novela das oito Duas Caras, Juvenal Antena, 'dono' de uma favela, que quando se enfadava com alguma coisa saia bufando e dizendo vários 'Epas' (uns 18 pelo menos) em sequüencia, em bom português mesmo!
Não sei se a França compra novelas brasileiras, mas se o vissem falando 'epas' e bufando, ia, sem dúvida, ser a sensação do ano entre os franceses. Se bobear, erigiriam um monumento em sua homenagem!
Beijos amado!
Flor

Gigi disse...

Oi Daniel!
Foi demais esse seu "pequeno-dicionário-para-se-comunicar-em bom-(mal-humorado)-francês!"
Je veux apprendre le français, então suas lições são de grande valia!
bjo,
Gi

Pequena disse...

Boas dicas ao meu parco francês.
Vem a calhar pois je suis arrivè e non quero emmerder... tentei ligar e seu cel tava desligadô. :(
Bjs

FabiCatarse!! disse...

...aaaaaaah, minhas aulas de francês não eram divertidas e úteis assim!! Tive duas professoras de francês ao longo de quatro anos de faculdade. Duas velhinhas. Uma italiana (?!)de humor francês que nos fez repetir um mesmo diálogo infernal por dois anos seguidos... se eu precisar comprar um carro ou paquerar uma garota (kkkkkk o diálogo era de um cara que paquerava uma menina numa loja de carros!) já o posso fazer em francês!! A outra era uma senhorinha com carinha de vovó pequenininha, magrinha de cabelinhos branquinhos e fofos... usava óculos e tinha as mãozinhas ligeiramente trêmulas ... uma vovó de contos de fadas... que se transformava em bruxa malvada!! Quem a via, nunca seria capaz de dizer, mas a mulher era a peste em pessoa!! Não tinha paciência nenhuma e tinha rompantes de fúria: estava escrevendo na lousa num instante, no seguinte, depois de uma inocente perguntinha, ela se virava com sangue nos olhos... babando e gritando... ui, que meda!!Uma pena... as aulas não eram muito proveitosas para aprender a língua francesa, mas pelo jeito, ficamos todos craques em comportamento francês: ambas bufavam a cada duas palavras!!! kkkkkkkkkkk

Carol Nogueira disse...

Dani, olha essa pérola que eu li na BD Le Combate Ordinaire: o personagem fala rololo! :) Né ótimo?

Anônimo disse...

C'est pas "uh là là" mais "oh là là"...et on dit pas trop oh là là là là.... ça n'existe presque pas.

Corine disse...

acrescentaria uma bufadela em cada uma das expressões apresentadas... marveillouse!!