sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Copa de 98? Que copa?

Volta e meia pinta um francês fazendo questão de me lembrar dos três fracassos consecutivos da seleção canarinho frente a "les bleus", em 1986, 1998 e 2006. Eu tento contra-atacar, trazendo à tona a copa de 1958, quando vencemos por 5 x 2. Mas não adianta. Os 3 x 0 na final de 98 ainda fazem a alegria dos compatriotas de Zidane.

Cansado de escutar o bordão "Et un! Et deux! Et trois zero!", bolei diversas respostas para esse momento.

. Não vi o jogo. Na época eu era monge, e estava em meditação no Tibete.
. Exatamente em 1998 o esporte nacional brasileiro passou a ser o dominó, e nosso ídolo maior era o João Duplo Seis, sujeito imbatível. Ninguém falou em Ronaldo ou futebol.
. O problema é que o Romário não foi.
. A culpa foi do Roberto Carlos, que ficou arrumando a meia. Ah, isso foi em 2006? Bom, a culpa deve ter sido dele, de qualquer maneira.
. A CBF vendeu o jogo pra FIFA, que vendeu pra Nike, que vendeu pra Adidas, que vendeu pra Havaianas. Esta foi obrigada a comprar, se quisesse entrar em território francês.
. A televisão lá de casa explodiu no dia. E depois esqueci de perguntar o resultado. Aliás, quem ganhou?
. Antes da partida, o Ronaldo teve uma convulsão causada por foie gras envenenado.
. O problema é que o Pelé não foi.
. Você não sabe? Antes de o time entrar em campo, o Ronaldo foi trocado por um ET. O Zagallo comandou pessoalmente toda a operação.
. A CBF vendeu o jogo para um consórcio formado pelo Olivier Anquier e o Manu Chao.
. A culpa foi do Barbosa, que levou aquele gol do Ghigia.
. A derrota de 98 foi providenciada para abafar a imprensa, que estava prestes a divulgar as provas de que o homem não tinha ido à lua.
. Antes da partida, o Ronaldo comeu 27 croissants envenenados.
. O problema é que o Alexandre Pato não foi.
. Copa de 98? Teve?
. A culpa foi do Júnior Baiano, que passou o torneio inteiro agindo como Júnior Baiano.
. A CBF vendeu o jogo para a CIA, que colocou a culpa no Lee Oswald. Ou no Oswald de Souza. Não lembro bem agora.
. Não acompanhei. Em 1998, eu trabalhava em uma mina na Mauritânia. Claro que lá não tinha TV, né?
. Antes da partida, o Ronaldo comeu 4 quilos de escargots envenenados.
. O problema é que o Zidane foi.

7 comentários:

Eliane disse...

A Havaianas fez uma boa compra. Vendendo chinelos a 20 euros deste lado do Atlântico, tenho certeza que ela já recuperou o investimento há muito tempo...

Cristovao disse...

Essa copa foi f... Não precisava ser de 3. A França é a nossa criptonita no futebol. Somos fregueses deles. Vai ver que é por isso que eles gostam tanto do Brasil. O que eu já xinguei o Roberto Carlos no blog dele não está no gibi. Volta e meia eu entro lá pra descarregar qualquer ira que eu tenha. Hahahaha...

Flô disse...

Poxa, nem me lembre...
Torci o pé enquanto torcia para o Brasil! Foi muita dor de repente!
Prefiro não acreditar que somos fregueses da França, em vez disso gosto de pensar em qualquer uma das alternativas que você colocou! Aliás, vou imprimir, para o caso de encontrar um francês fanático por futebol aparecer perturbando!
Afinal, é aquela história, né? Nós podemos falar dos nossos problemas, defeitos ou erros. Argentinos, franceses e afins, NÃO! Ahahahahaha!

Beijocas
Flô

FabiCatarse!! disse...

Pois é... e tinha gente jurando que na copa seguinte o Brasil ia dar o troco... rá-rá-rá!

Carim disse...

Em 98, surgiu uma falha espaço-temporal que nos fez passar para um universo paralelo no qual o Brasil não sabia jogar futebol. A falha (da mãe) durou alguns anos até 2002, quando tudo voltou ao normal, a França foi eliminada na primeira fase e o Brasil sagrado penta. Estudiosos afirmam que a falha (da mãe) volto a manifestar-se em 2006...

Felipe Campbell disse...

Definitivamente, eu tenho muito mais trauma da França do que de Italia e ARgentina,que ja nos fizeram mal em outras ocasiões, mas também ja perderem da gente. Pior é que a França, nas ultimas seis copas, foi a quatro e em tres despachou o Brasil. Na outra, 2002, nao fez nem gol. Ridículo. Entram só pra acabar com a gente.

abs

Flávia Mansur disse...

oie Daniel...adoro ler o blog, sou publicitária tbém e é uma delícia a forma como tu contas sobre o cotidiano dessa cidade que é o máximo. Domingo chego a Paris e fico até final de janeiro e o blog - além da brazuca - são excelentes apoios pra usufruir ao máximo (e me sentindo em casa) tudo que a França tem de bom a oferecer. Queria um contato contigo, é possível? abraço, valeu! flafaust@gmail.com