sexta-feira, 24 de abril de 2009

A França em torno do umbigo

=========================
Para ler escutando: Eu sou o umbigo do mundo (Pato Fu)

Clique no link acima com o botão direito do mouse e, depois, em "abrir em nova aba"
.
=========================

Eu sou o Daniel. Moro em Paris. Paris fica na França. A França é o país da torre Eiffel. A torre Eiffel foi construída para a exposição universal de 1889. A exposição universal de 1889 foi feita em homenagem aos 100 anos da queda da Bastilha. A Bastilha era uma prisão que foi destruída na Revolução Francesa. A Revolução Francesa foi quando os parisienses tomaram gosto pela trilogia de liberdade, igualdade e fraternidade, e também pela decapitação real. Na decapitação real dançaram feio o rei Luis XVI e sua esposa Maria Antonieta. Maria Antonieta foi aquela que falou ao povo: "já que não há pão, comam brioches". O brioche nasceu na região da Normandia. A Normandia tem ótimos crepes e foi o local do desembarque das tropas aliadas, decisivo para o fim da II Guerra Mundial. Na II Guerra Mundial a França do Marechal Petáin colaborou com o bigodudo Hitler e os alemães. Os alemães disputaram e perderam para os franceses, no século XIX, o controle de Estrasbourgo. Em Estrasbourgo moraram Mozart, Pasteur, Gutemberg e Calvino, este um dos líderes da reforma da igreja católica. A igreja católica é aquela que fala sobre desprendimento, mas nunca deixou de cobrar o dízimo. O dízimo também era exigido por muitos reis da antiguidade. A antiguidade é um tempo que passou há muito tempo. O tempo, dizia o francês Nostradamus, é apenas a decomposição da matéria. Entre as matérias da escola, eu detestava biologia vegetal, mas adorava geometria. A geometria deve muito a René Descartes, um dos pais da filosofia moderna. A modernidade é um tempo que ainda está passando. Quem passa as roupas na casa dos meus pais é a Dona Evandete, toda 5a feira. 5a feira em francês se diz jeudi, que significa "dia de Júpiter", em latim. O latim é a língua que deu origem, entre outros, ao português, ao espanhol, ao romeno, ao catalão, ao francês e ao italiano. Franceses e italianos não se cansam de se agredir mutuamente. Uma agressão recente foi a cabeçada de Zidane no zagueiro Materazzi. Materazzi foi um dos destaques da seleção italiana campeã de 2006. 2006 foi o ano do rato. O francês Blek, o Rato usa estêncil para fazer incríveis grafites na rua. A rua é o lado de fora da casa. Minha casa é um apartamento, mas antes era um "apertamento". Um "apertamento" é uma piada sem graça. Outra piada sem graça é a do "não, nem eu". Eu sou o Daniel. Moro em Paris.

22 comentários:

barata disse...

putz!
foda!

k´a. disse...

maravilhoooooooso! mal posso esperar para também ser: Karina. Aquela que mora em Paris.

Falando nisso... disse...

Genial, meu caro amigo!!
Você vai colocar essa no livro, não é? Nossa...
I am speechless! É assim mesmo que se escreve?
De verdade, estou sem palavras!! Muiiiiito bom!

Besitos cariño!
Flávia

Natalia disse...

Superbe!!!!! Fique à vontade para rodar mais ao redor de seu umbigo pois o resultado é excelente !

Falando nisso... disse...

Ahhh me esqueci de dizer que a imagem que você escolheu para o texto tá 10!!
Besotes!

Bruno Carmelo disse...

Muito bom o texto e esse estilo de contar uma historia meio "Ilha das Flores"! Abraço.

disse...

adoro ler estes textos hilários vc é genial !!!!aaaaaaaaaah faz tempo que estive em Paris... mas um dia vou voltar uh lálá!!!!!

Moi! disse...

Vraiment genial! Je suis journaliste, j habite à Bonneville, Bonneville proche d Annecy! kkk! Felicitations!

Gigi disse...

"A antiguidade é um tempo que passou há muito tempo. (..) A modernidade é um tempo que ainda está passando."
C'est génial!

diogo felix disse...

olá! sou jornalista, 26 anos, e to estudando para conseguir fazer uma pós em paris. encontrei seu blog dando uma pesquisada no google com o objetivo de saber como eh a vida de um brasileiro nessa cidade maravilhosa. tava acompanhando os posts quietinho, mas esse texto realmente merecia um comentario! mt bom! espero um dia tb poder ter meu blog falando de paris hehehehe
abraços

Fabi.Catarse!! disse...

O texto mais bem costurado de que se tem notícia.

Clara disse...

aaahhh, genial, genial, genial!

luciana disse...

menino, adorei blog! vi uns vinte posts (é mentira, mas li muitos) :P vou continuar por aqui... até!

Anônimo disse...

Olá, meu nome é Chris e moro em Barcelona mas sou carioca. Vou a Paris pela 1ª vez em julho e gosto de ler blogs sobre lugares onde vou... Gostei do seu, parabéns!

Lays Rodrigues disse...

Adooooorei!
muito interessante!

Marisa Muros disse...

Muito bom!!!

Catherine Milanez disse...

Olá,
To fuçando no blog, pq vou à Paris em Julho e este post foi sensacional!!! Parabéns!!
Bjos

Anônimo disse...

legal seu texto .... muito bom.

linedyna disse...

é meu amigo, talento é para poucos... e você tem de sobra!

Beto disse...

Muito Bom Daniel!

Analuka disse...

Muito interessante o modo elíptico, vertiginoso, com um toque irônico, de escrever!... Gostei de descobrir teu blog, e teus escritos... (e, tudo isso, graças ao mágico musicista André Bissonnet, já que foi numa pesquisa sobre ele e sua fantástica loja que acabei "caindo" no teu site!). Para ver como são as voltas e reviravoltas, ou torvelinhos e espirais, da existência!... Abraços alados e um ótimo final de dia. Aqui, começo da tarde, aí, decerto, começo da noite...

Debora disse...

mto bom seu blog, ta de parabens!!
o estilo desse esse texto me lembra a serie Bref. inovativa e cativante!!
congrats!!