sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Às vezes é cem. Às vezes é sem.

Para comemorar o centésimo texto nesse blog, uma pequena lista de coisas bem parisienses. Algumas vezes, a nota é cem. Mas outras, sem comentários.

. O transporte público aqui é cem.
. Você se sentir uma sardinha no metrô na hora do rush é sem.
. Os restaurantes são cem.
. A conta, muitas vezes sem, pode custar cem.
. A torre Eiffel tem 320 metros de altura, e é cem.
. A fila pra subir tem também uns 300 metros, e é sem.
. O Louvre, o maior museu do mundo, é cem.
. Na sala da Mona Lisa pode ter mais de cem pessoas. Então é sem.
. No verão, que é cem, a cidade é muito mais agradável, com todo mundo fazendo piqueniques nos parques.
. O inverno é sem. Simplesmente sem.
. Por fora, os imóveis parisienses são lindos. Uma arquitetura cem, sem dúvida.
. Por dentro são tão pequenos que a área muitas vezes deve ser medida em centímetros. Totalmente sem.
. Aperô, o famoso jantar sem ser jantar, é cem, e tipicamente parisiense.
. Cinco aperôs por semana, aí já é sem.
. Comunicar-se sem problemas em francês é cem.
. Conseguir fazer o maldito biquinho é sem.
. A Ikea tem lojas gigantes, onde você encontra tudo o que precisa para sua casa. A idéia é cem.
. Vai passar uma tarde de sábado lá com a metade de Paris pra você ver, vai... Coisa mais sem não há.
. É cem o fato de que na França há mais tipos de queijos do que dias do ano.
. Agora o futum de túmulo de alguns deles é totalmente sem.
. O TGV, train à grande vitesse (trem de grande velocidade) viaja a 300 km/h. É muito mais do que cem.
. Se a passagem é pras 10h13, significa que ele vai sair exatamente às 10h13. Chegar um mísero segundo atrasado é sem.
. É cem quando o francês fica bravo e vai pra rua manifestar.
. É sem quando ele fica bravo com você, e demonstra todo o mau humor que é capaz de ter.
. Foram muito mais de cem garrafas de vinho. Todos bons. Todos cem.
. Já umas duas ressacas foram completamente sem.
. O maché d'aligre, que é cem, é um dos mais baratos mercados de rua de Paris.
. Porém, inventar de comprar mamão papaya para uma sobremesa custa o equivalente a cem reais. Idéia mais sem não há.
. A Edith está sempre pronta a ajudar todo mundo. Ela é cem.
. Mas encontrá-la quando se está apressado é sem, e sinônimo de atraso.

15 comentários:

Seabra... disse...

Ah... Paris... Pense num cara doido, pensou? Agora multiplica...

Fabi.Catarse!! disse...

"Se a passagem é pras 10h13, significa que ele vai sair exatamente às 10h13. Chegar um mísero segundo atrasado é sem."

Um trem pontual assim?! Um sonho! Um sonho! Um sonho!

Mãe Dináh disse...

mamão papaya na França!?
Ah, Daniel...você é sempre cem, mas depois dessa, realmente, sem!

Flávia Mansur disse...

hahahahahaha...adorei todos os CEM ou SEM

eu acrescentaria que essa mania ridícula do francês de bufar bem na cara da gente quando está de má vontade é SEM!!!!! aff...hehe

Pápi, com Mami disse...

Daniel,
Gostei do lance dos cem-sem.
Estamos aqui no Rio, onde o carnaval é cem, sem lenço e sem documento, sem Roriz e Arruda, sem hora pras coisas, enquanto uma tese de doutorado também vai ficando sem tempo certo par ser concluída. O sol está ótimo, sem nuvens no céu, Joel e Luís mandam lembranças do Posto 9, onde ontem uma francesa esperta -- Constance -- baixou cariocamente, com cem idéias para o verão e sem medo de ser feliz (essa frase às vezes me deixa sem paciência, por causa de certas lembranças). Gostaria de ir até aí, quando for verão na Europa e a temperatura estiver mais perto dos cem graus positivos, sem essa de frio extremo. No momento estou meio sem dinheiro, mas chego a Paris bem antes de cem semanas.
Beijos,
Pápi (com Mami junto)

Mariana disse...

Dani,

Nota CEM para o seu texto! Nossa, um texto por semana ... CEM textos, CEM semanas. Dani, você já se deu conta que está em Paris há mais de 700 dias???

Se cuida e não fique por aí SEM casaco!

Beijos da sua irmã Mariana

Falando nisso... disse...

Seu texto é 100%! Ou como alguns dizem por aí: Totalmente excelente!

Dani, você merece um prêmio, um livro publicado em 3 idiomas (pelo menos), uma entrevista na Oprah e uma foto na capa da Rolling Stone!

Beijocas transatlânticas!!

Flávia

Fabi.Catarse!! disse...

(E a história do cavalinho da guarda que resolveu sair correndo e gritando em desabalada carreira pelas ruas de Paris, heim?! Deu em todos os jornais por aqui!!)

Gigi disse...

pra variar, adorei!

Anônimo disse...

Não é cem ou sem é mil.
Parabéns!

Dona Encrenca disse...

Sou das antigas, por isso aguardo ansiosamente uma edição bilingue impresa dos cem primeiros textos, recheada de fotos. OK?
Aguardo também os próximos cem textos!
Longa vida a Chéri!
Daniella Lima

Jú Fuscaldi Rebouças disse...

Suas crônicas são cem.
Esperar ansiosamente pra poder ler uma nova, ah, isso é sem.

La fille qui rit disse...

Cem. Eu concordo.

Gabi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabi disse...

Passar o aniversário do chéri com o casal chéri em Paris é 100 vezes cem!!!