sexta-feira, 15 de abril de 2011

En train de râler


Um casal parisiense sai atrasado de casa para pegar um trem na gare de Lyon.

- Cinco minutos, faltam cinco minutos.
- Não fala, corre!
- Tô correndo, tô correndo. Ufff.
- Merde!
- Que foi?
- Pisei num cocô de cachorro.
- Chegando no trem você limpa na cadeira no vizinho.
- Ele vai reclamar do cheiro.
- Do cheiro? Alô, estamos em Paris!
- Isso se a gente conseguir chegar. O trem sai pontualmente em quatro minutos.
- Putain! Tanta coisa pra copiar da Inglaterra, como o rock, o ônibus de dois andares e a Naomi Campbell, e a França copia essa maldita pontualidade.
- Podia ser pior. Podia copiar a família real, com o príncipe Charles incluso.
- O príncipe Charles tem seus méritos. É o único homem no mundo que teve uma amante com cara de esposa e uma esposa com cara de amante.
- Vamos parar de gracinha e apertar o passo, só temos três minutos agora.
- Não vai dar tempo, não vai dar.
- Se você reclamar menos a gente consegue correr mais.
- Se eu reclamar menos a minha existência perde o sentido.
- Allez, allez! Não vamos desistir, a estação está logo ali na frente.
- Quem falou em desistir? Se não pegarmos o trem pelo menos vou ter um motivo pra bater boca com a companhia ferroviária. Uma boa discussão pontuada por bufadas e palavrões bem colocados pode ser melhor do que uma viagem.
- Dois minutos!
- Tô vendo o trem, é aquele ali.
- Não. É o outro, mais longe.
- Corre!
- Tô correndo, só que tem fila pra entrar.
- Mais quelle bande de connards.
- Um minuto, falta um minuto!
- Fura a fila.
- Mas já tá cheio de gente furando.
- Até parece que você não é parisiense. Fura a fila dos que estão furando a fila, pela direita.
- Vamos lá.

- Conseguimos! Estamos no trem, sentados.
- Ufa...
- Mas e aí, essa carroça sai ou não sai? Ei, chauffeur, não temos o dia todo. Allez, allez!

8 comentários:

Pápi disse...

Filho, excitante essa história, sobretudo para quem tem tradição no ramo e está planejando pegar o TGV para Marseille com vocês, daqui a uns poucos dias. Mas não precisamos sair de casa com tanta antecedência, precisamos?
Allons nous!

Mirelle Siqueira disse...

ahhhh, faltou dizer que o trem não vai sair pq o motorista ta de greve! heheheheh

echangeeurope disse...

hehehe...

Estou morrendo de rir aqui! É o retrato dos franceses perfeito... apesar de que eu acho q eles nao tem noçao do (mal) cheiro deles.. hehehe =X

O pior é que eu mesmo ja perdi um trem para ir p Marseille, por 2 minutos!!! :(

Se me permite, queria colar a historia no meu blog, citando a fonte, claro!

Abraços e prazer, me chamo Ivens! hehehe

Sue Ellen disse...

Adorei a história!!! muito boa!

Sylvia disse...

Adorei tudo o que li.

Camila Santos disse...

Muito bom. Adorei o trocadilho do título também.

Chéri disse...

Eu quase perdi o trem uma vez. É claro que a culpa não foi minha, mas sim do trem que não estava onde deveria estar, da estação lotada de gente, do relógio que insistiu em andar mais rápido do que o normal...

Buffff!

Lud disse...

rs..vous ecrivez très bien!!! Quero muito ir pra Paris e conferir tudinho o que vc conta no blog.