sexta-feira, 18 de junho de 2010

Os alienígenas


Ninguém viu, mas os alienígenas já foram ao Brasil. Sobrevoaram rapidamente o território e pousaram sua grande nave na praia de Copacabana, em um dia de julho. Era o começo de um inverno durante o qual nunca faz frio, coisa que eles, que haviam aprendido sobre a Terra por meio de uma sonda espacial americana perdida, não compreenderam bem.

As ruas de todas as cidades, das capitais às pequenas vilas do interior, estavam pintadas de verde e amarelo. E as casas, as lojas, os carros, as árvores, os muros, tudo, ostentavam uma bandeira com formas geométricas concêntricas.

Aquele lugar, que a sonda descrevia como "a happy place, with lots of happy people everywhere", estava completamente vazio. Ninguém nos escritórios, nenhum veículo passando, as ruas desertas. Parecia que todos haviam sido abduzidos. "Por quem?", os alienígenas se perguntavam, já que não era obra deles. Um silêncio mortal chegaria a incomodar, não tivesse sido quebrado por um grito coletivo tão ensurdecedor quanto inexplicável.


Esses alienígenas, ocupados com os seus afazeres alienígenas, precisaram partir rapidamente. Foram embora do planeta entendendo muito menos do que quando chegaram. Nesse dia, nessa hora, a seleção brasileira disputava mais uma partida de uma Copa do Mundo.

---

Esse é o editorial da nova Brazuca, revista da qual sou o editor em Paris e que fala da cultura brasileira, em português e em francês.

Como a edição é inteiramente dedicada ao futebol (tem até entrevista exclusiva com o Raí: "Nunca aceitaria ser técnico da seleção. Isso é um trabalho de doido"), tentei explicar para os franceses como é o ambiente no Brasil durante uma Copa do Mundo, completamente diferente do que encontrei deste lado do planeta.

Se quiser conferir esse e outros textos, o PDF da revista está disponível para download bem aqui.

Inté!

4 comentários:

Muri disse...

Salut Daniel!
Muito bom seu post! É desse jeitinho mesmo que estávamos aqui no Brasil, pelo menos em minha cidade, Campinas.
Abraços!

Fátima Dourado disse...

Eu moro na França e eh esse clima sem graça mesmo. Aliás, anti-clima. Ainda mais agora com toda essa confusão envolvendo a seleção deles. Ai, que saudades do Brasil...

Lucia disse...

eu bem queria saber como está o clima aí NESTA copa do mundo com as confusões na equipe francesa.

Kelly disse...

Eu amei esse blog *.* Parfait!! Eu estudo francês tem 3 anos, e estava procurando relacionado a França, quem apareceu? Maravilhoso, de verdade, estou tentanto ler desde o começo