sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Questão cavalar

- Bonjour.
- Bonjour. O que vai querer hoje?
- 300 gramas de carne moída.
- Très bien, du steak haché! De boi ou de cavalo?
- Comment?
- Perguntei se o senhor quer carne de boi ou de cavalo.
- Como assim, de cavalo?
- Cavalo. Aquele animal que relincha e mostra os dentes. Muito visto nos filmes de bangue-bangue americanos, quase sempre com um índio em cima.
- Que por sinal acaba sempre morrendo.
- O cavalo?
- O índio, no caso. Ainda mais se o John Wayne estiver no filme.
- Pois bem. O senhor conhece o animal.
- Que animal, o John Wayne?
- Não, céus, o cavalo.
- Pessoalmente, de freqüentar a casa, telefonar, dividir uma cerveja, não. Mas sei do que você está falando.
- Então, qual carne moída você quer?
- Como vocês conseguem fazer isso?
- Não é difícil. Tem uma máquina bem ali que mói.
- Não é disso que eu falo.
- E do que é?
- Como vocês têm coragem de comer carne de cavalo?
- Ué. Os chineses não comem cachorro?
- Nesse caso é compreensível. Eles têm os olhos fechados. Devem achar que é filé mignon.
- E a Lapônia? Um amigo meu mora lá e me contou que eles adoram fígado de rena.
- Deve ser por isso que tantas crianças não recebem presentes de Natal, com tamanho desfalque na equipe do bom velhinho.
- E ainda tem a Venezuela, onde eles se estapeiam por um prato cheio de tarântulas.
- E palitam os dentes com as pernas delas depois da refeição?
- Tudo isso pra você ver que é normal que a gente coma carne de cavalo. Uma questão puramente cultural.
- Não me convenceu.
- Mas por quê?
- Porque não dá pra comer. Simples assim.
- Já provou?
- Tá doido?
- Devia. Você vai adorar.
- Eu não. Vai que acordo trotando.
- Você é que sabe.
- Bom, obrigado assim mesmo. Vou pra casa me virar com os restos do ensopado de coração de galinha de ontem.
- Coração de galinha?
- É.
- Eca.
- Qual o problema?
- Eca, eca!
- Não, qual o problema? Já provou?

16 comentários:

Anônimo disse...

hihihi

ML disse...

rapaz, e se comer vaca você vai sair mugindo? tenho de defender minha terra, onde fica o principal matadouro de cavalos do Brasil!

Piutz disse...

Tá com o timing cada vez melhor, hein? Hilário.

pecus disse...

É, cavalo não é "de comer", mas "de andar".

Chiris disse...

um amigo morou na frança e era freguês de um açougue que sempre tinha as carnes mais bonitas. no início, ele não sabia que o estabelecimento era especializado em carne de cavalo.
meu amigo não trota. nem relincha.

Gigi disse...

Eu me divirto contando para os gringos que eu adoro coração de galinha! Huahauahahua...

Flávia Mansur disse...

nossa, coisa louca...justamente hoje falávamos sobre isso! e vamos combinar q coraçãozinho rocks!!! :D

Admirável mundo disse...

Eca, eca!!!

FabiCatarse!! disse...

Caraca, carne de cavalo?! Ah, deve dar nojinho, heim, maaaaaaaaas, se não avisarem do que se trata e estiver beeeeeeeeeem temperada, deve passar por uma carne de vaca meio esquisita... Já coração de galinha...jesusmariaejosé... sem condições!! É UM CORAÇÃO, MINHA GENTE! Aquilo pulsava vida... sem contar que é feio demais! Aquela arteriazinha tremilicando do lado... não tem como colocar aquilo na boca, mastigas e engolir sem botar pra fora imediatamente! Eca! Eca! Eca! Eca! Mil vezes eca!

Beth B disse...

Vai lá, Daniel, experimenta e depois conta como é! Mas coraçãzinho de galinha...........não dá!

Tadeu Taffarello disse...

Cara:

Adorei! Muito criativo...

Parabéns...

Silvestre Gavinha disse...

Ixi!!!
Sinceramente, já comi carne de cavalo(e crua) na Suiça dizem que é a melhor carne para o Steak Tartar. Na boa. Achei delicioso. Comi também em forma de bife. Mas coração de galinha não dá. Minha prima me obrigava a comer na época do vestibular... tinha que engolir de nariz tampado. Eca. Eca. Eca.....
Mas o post está ótimo.

Samantha Ranny disse...

ahahahahaha! realmente muito bom! comer carne de cavalo deve ser estranho...

julianahack disse...

Oi Daniel,
Tb sou mais uma brasileira na terra do fromage.
Suas crônicas são muito boas! Eu adicionei um link do "chéri à Paris" no meu blog, espero que não tenha problema.
Abraços,
Juliana.

Falando nisso... disse...

Olha, para ser honesta eu comeria carne de cavalo, se pudesse caça-lo!
Comeria carne de jacaré, cavalo, perdiz, codorna, rã (já comi e é muito boa), coelho, javali, macaco, quati e outros muitos!
Acho que esse papo de ter a galinha, ou melhor frango e vaca como base da alimentação proteica não tá com nada! O pior de comermos frango, não é somente a forma como o tratamos, mas é que é um bicho burro à beça. A vaca não fica atrás, não!
Eu sou carnívora, Dani, você sabe! Mas acho que esses bichos que comemos não são de comer, sacou?
Acho que quando comemos alguns tipos de bicho ficamos parecidos com eles, com um comportamento semelhante ao deles...
Se de repente comêssemos mais carne de caça ou até se caçássemos com nossas próprias mãos o animal que queremos comer, haveria mais dignidade no mundo! Que comer vaca, vai lá caçar a bicha!
Beijos onívoros! Huahuahauhauahuahauhauahua
Flávia

Karina disse...

Perfeito, Dani! Aqui na Suíça carne custa uma fortuna, e a de cavalo é a mais barata. Só comprei uma vez, é boa e tals, mas me dá dó. Da galinha ainda não deu. Rs. Beijos!